0fx66@home:~$

Compactação e descompactação de arquivos em sistemas Linux

Compactação e descompactação de arquivos em sistemas Linux

Estive um bom tempo sem cabeça para escrever mais voltando ativa segue abaixo um artigo sobre compactação e descompactação de arquivo em ambientes Linux.

Gzip

O gzip é a abreviação de GNU zip, um Software Livre de compressão sem perda de dados, criado por Jean-loup Gailly e Mark Adler. O programa é baseado no algoritmo DEFLATE. A extensão gerada pelo gzip é o .gz, e seu formato contém apenas um arquivo comprimido.

Em sistemas UNIX é comum gerar um arquivo contendo diversos outros arquivos com o programa tar, e depois comprimi-lo com o gzip, gerando um arquivo .tar.gz. Não confundir com o formato ZIP, que é mais portável e comporta diversos arquivos sem precisar recorrer a um outro programa externo para isso.

Uso pratico do gzip:

Compactando:

$ gzip nome_do_arquivo

O resultado sera um arquivo nome_do_arquivo.gz, para ter mais eficiência em compactar o arquivo usa-se o parâmetro -9:

$gzip -9 nome_do_arquivo

Descompactando:

$gunzip nome_do_arquivo.gz

Isso ira descompactar o arquivo no diretório atual.

Bzip2

O bzip2 é um algoritmo e um software Compactador de arquivos. Sua licença é livre e de código aberto (open source), podendo ser melhor desenvolvido para fins próprios. Seu desenvolvedor é Julian Seward, tendo começado seu trabalho com este projeto em 1996, porém vindo somente a ficar popular no ano 2000.

A principal vantagem em favor de bzip2 é o tamanho do arquivo compactado. bzip2 quase sempre irá comprimir melhor que gzip. Em alguns casos, isto pode resultar em arquivos dramaticamente menores. Isto pode ser uma grande vantagem para pessoas com conexões lentas. A desvantagem de bzip2 é que ele utiliza mais recursos de processamento do que o gzip. Isto significa que descomprimir um arquivo com bzip2 geralmente será mais demorado e utilizar mais o processador do que o gzip o faria.

Na escolha de um programa de compressão a se usado, você precisa considerar o tempo de compressão e o tamanho do arquivo compactado e determinar o que é mais importante.

Uso pratico do bzip2

Compactando:

$bzip2 nome_do_arquivo

Será gerado um arquivo .bz2, para obter melhor eficiência usa-se o parâmetro -9:

$bzip2 -9 nome_do_arquivo

Descompactando:

$gunzip2 nome_do_arquivo.bz2

Irá descompactar o arquivo no diretório atual.

Tar

O TAR ou tar (abreviatura de Tape ARchive), é um formato de arquivamento de arquivos. Apesar do nome “tar” ser derivado de “tape archive”, o seu uso não se restringe a fitas magnéticas. Ele se tornou largamente usado para armazenar vários arquivos em um único, preservando informações como datas e permissões. Normalmente é produzido pelo comando “tar”. É suportado pelo programa Winrar.

O tartambém é o nome de um programa de arquivamento desenvolvido para armazenar e extrair arquivos de um arquivo tar (que contém os demais) conhecido como tarfile ou tarball.

O primeiro argumento para tar deve ser uma das seguintes opções: Acdrtux, seguido por uma das seguintes funções adicionais. Os argumento finais do tar são os nomes dos arquivos ou diretórios nos quais eles podem ser arquivados.

O uso de um nome de diretório, implica sempre que os subdiretórios sob ele, serão incluídosno arquivo. Uso pratico:

Descompactando tar.gz :

$ tar -zxvf arquivo.tar.gz

Descompactando tar.bz2:

$tar -jxvf arquivo.tar.bz

Isso ira descompactar o arquivo no diretório atual. 

Para criar um arquivo.tar use:
```shell
$ tar -cvf arq.tar diretorio

Para compactar em tar.gz:

$ tar -zcvf arquivos.tar.gz arquivos

Para compactar em tar.bz2:

$ tar -jcvf arquivos.tar.bz2 arquivos

Lista de parâmetros:

-c –cria um novo arquivo tar;
-M –cria, lista ou extrai um arquivo multivolume;
-p –mantém as permissões originais do(s) arquivo(s);
-r –acrescenta arquivos a um arquivo tar;
-t –exibe o conteúdo de um arquivo tar;
-v –exibe detalhes da operação;
-w –pede confirmação antes de cada ação;
-x –extrai arquivos de um arquivo tar;
-z –comprime ou extrai arquivos tar resultante com o gzip;
-j –comprime ou extrai arquivos tar resultante com o bz2;
-f –especifica o arquivo tar a ser usado;
-C –especifica o diretório dos arquivos a serem armazenados.

Zip

Arquivo de compressão é denominado zip, e o de descompressão é denominado unzip.

$ zip teste 

*Isto criará o arquivo teste.zip, que irá conter todos os arquivos do diretório atual.

O zip adicionará a extensão .zip automaticamente, de forma que não há necessidade de incluí-la no nome do arquivo. Você também pode recursivamente comprimir os subdiretórios existentes:

$ zip -r teste *

Bem como, descomprimir arquivos também é fácil.

$ unzip teste.zip

Isto irá extrair todos os arquivos e diretórios no arquivo teste.zip. Os utilitários zip têm várias opções avançadas para criar pacotes que podem se extrair automaticamente, excluir arquivos, controlar o tamanho do arquivo compactado, mostrar o que acontecerá e muito mais. Veja as páginas de manual dos comandos zip e unzip para descobrir como usar essas opções.